Entrevista Literatura Literatura Infantil

Karin Krogh, Literatura Infantil

karin_kroughNas agitações das redes sociais, que nem sempre me são tão agradáveis, encontrei a escritora Karin Krogh. Por coincidência ou não, mora também na Granja Viana.

Pessoa leve e divertida que ainda carrega consigo a pureza de uma criança quando ri. E, quando falo sobre pureza, refiro-me à maneira de contemplar a vida de maneira simples.
Karin Krogh traz em sua escrita características da oralidade, sem buscar a complexidade da linguagem, ou seja, sua escrita está a serviço da criança que escuta ou lê sua obra.
No seu livro “Dondila e Jurema”, podemos perceber a suavidade com que Karin trata o tema: Dondila é uma menina esperta e teimosa que não quer escovar os dentes. Sua mãe, preocupada como todas as mães, tenta de tudo, mas Dondila está determinada a ser desobediente! Um dia, quando Dondila resolve que é hora de começar a escovar os dentes, Jurema, uma bactéria falante que passou a habitar sua boca, torna-se parte dela, interferindo no cotidiano de sua vida. Dondila e Jurema tornam-se parceiras e amigas… O restante da história não posso contar, afinal, a curiosidade não deixa de ser um estímulo para a leitura.
Karin Krogh é farmacêutica, mas atrevo-me a dizer que a vejo como uma artista. Sua infância foi preenchida de histórias contadas de boca, do tipo que escutamos na mesa, numa fogueira, mas que nos marcam para sempre. Assim, Karin, aos poucos, e de forma intensa, principalmente com a chegada das filhas, pendurou o avental branco e deixou a sua arte transbordar para fora dela, inundando os outros com aquilo que ela era, de fato: uma escritora que escreve, uma contadora de história que conta o encanto de uma história, uma artista que cria porque o muito não cabe nela.
dondilaejuremafnac“Dondila e Jurema” não é um livro “didático” que ensina as crianças a escovarem os dentes. Ao contrário disso, Dondila, a narradora e protagonista da história, é uma menina de personalidade forte e desafiadora. Não é uma princesa, mas uma menina comum como qualquer outra criança. Por isso, mães e crianças se reconhecem na história e, quando isso acontece, a história torna-se mais viva porque é a própria história do leitor ou daquele que a escuta.
“Dondila e Jurema” é um livro divertido, simples e que trata de uma situação muito comum: a preguiça para escovar os dentes e suas consequências.
Neste friozinho, nada melhor que ler um livro junto aos filhos, na cama, enrolados nos cobertores! Tenho certeza que vocês terão momentos agradáveis ao lado de Dondila e Jurema. Mas façam um favor, sim? Não durmam sem escovar os dentes!
Quem avisa, escritor é…
O livro “Dondila e Jurema” pode ser encontrado na Livraria Nobel do The Square.
Além de escritora e contadora de histórias, Karin Krogh trabalha com projetos na área de leitura e reforço escolar lúdico. Para conhecer melhor a escritora e seu trabalho, basta acessar sua página no facebook e entrar em contato com ela.

Publicado no Jornal D’aqui, Granja Viana
Deborah Brum

Deborah Brum

Artista Plástica com pós graduação em Arte Integrativa. Atuou na área de Arte Educação Bienal. Hoje dedica-se às suas grandes paixões: filhos e a literatura. Ministra oficinas infantis e juvenis e é mediadora do Clube do Livro da Granja Viana.

É mãe, casada e feliz. Está viva quando escreve. Tem medo de não ser o que é, apesar de amar a ficção e achar que ela vale a pena. Vive com a incerteza plena que, paradoxalmente, traz a certeza mais dura: a morte. Sonha em publicar livros bacanas, ter uma família grande e morar em Cumuruxatiba, o seu lugar!

Comente...

Clique aqui para enviar um comentário

Vídeos

Victor Hugo

Estamos no Instagram!

E também no FB

Assine nossa Newsletter!